pair-programming
dica,  gestão,  produtividade,  programação

Programação Em Par

Muitas pessoas que trabalham no desenvolvimento de software hoje ouviram falar da prática da programação em pares, mas ela ainda possui uma adoção irregular no setor. Uma razão para sua aceitação variada é que seus benefícios não são imediatamente óbvios, pois compensa mais a médio e longo prazo. E também não é tão simples quanto “duas pessoas trabalhando em um único computador”; muitas descartam isso rapidamente quando se sente desconfortável. No entanto, em nossa experiência, a programação em pares é vital para o trabalho em equipe colaborativo e software de alta qualidade

A programação em pares significa essencialmente que duas pessoas escrevem código juntas em uma máquina. É uma maneira muito colaborativa de trabalhar e envolve muita comunicação. Enquanto um par de desenvolvedores trabalha em uma tarefa juntos, eles não apenas escrevem código, mas também planejam e discutem seu trabalho. Eles esclarecem idéias no caminho, discutem abordagens e chegam a melhores soluções.

E uma pergunta muito como é: Como podemos fazer para programar em Par?

Piloto e Copiloto

Essas definições clássicas de funções de programação de pares podem ser aplicadas de uma maneira ou de outra em muitas das abordagens de emparelhamento.

Piloto é a pessoa ao volante, ou seja, o teclado. Ela está focada em completar o pequeno objetivo em questão, ignorando problemas maiores no momento. Um piloto sempre deve falar sobre o que está fazendo enquanto faz isso.

Copiloto está na posição de observador, enquanto o piloto está digitando. Ela analisa o código em desenvolvimento, fornece instruções e compartilha pensamentos. O copiloto também está de olho nos problemas maiores, nos bugs e faz anotações dos possíveis próximos passos ou obstáculos.

A idéia dessa divisão é ter duas perspectivas diferentes sobre o código. O pensamento do piloto deve ser mais tático, pensando nos detalhes, nas linhas de código em questão. O copiloto pode pensar mais estrategicamente em seu papel de observador. Eles têm o quadro geral em mente.

Um fluxo comum é assim:

  • Comece com uma tarefa razoavelmente bem definida
  • Concorde com um objetivo minúsculo de cada vez. Isso pode ser definido por um teste de unidade ou por uma mensagem de confirmação ou por escrito em uma nota adesiva.
  • Alterne o teclado e as funções regularmente. A participação ativa compartilhada mantém o nível de energia elevado e aprendemos e entendemos melhor as coisas.
  • Como copiloto, evite o modo “tático” de pensar, deixe os detalhes da codificação para o piloto – seu trabalho é dar um passo atrás e complementar o modo mais tático do seu par com o pensamento a médio prazo. Estacione os próximos passos, possíveis obstáculos e idéias em notas adesivas e discuta-os após o término do pequeno objetivo, para não interromper o fluxo do piloto

Programar em par é muito importante pois temos duas cabaças focadas no mesmo problema, com ponto de vista diferente. Além disso programar em par, ajuda a equalizar o conhecimento. Então se puder exercite a programação em par.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *